Armeria velutina já se julgava extinta desde que o último núcleo conhecido foi destruído pela construção do aeroporto de Faro. Em 2014, porém, foi encontrado um novo pequeno núcleo populacional de 20 indivíduos, sendo o único que se conhece na actualidade. O seu futuro é incerto, pois devido ao diminuto número de indivíduos, qualquer pequena alteração no seu habitat pode conduzir à extinção da planta no nosso país.
Apadrinhar